Criado para a literatura em 1912 por Edgar Rice Burroughs, também o autor da série «Tarzan», John Carter foi um herói extremamente popular e influente, figura principal de uma série de aventuras marcianas que durou 11 livros e que foi influência assumida de escritores como Carl Sagan e Isaac Asimov, ou de cineastas como George Lucas ou James Cameron.

Apesar de várias tentativas, a série nunca fora levada ao cinema até hoje (houve um filme que saiu diretamente em DVD em 2009) até
Andrew Stanton, um fã de longa data da saga, assumir as rédeas de um projeto cuja matriz o fascinava desde criança. Duplamente oscarizado, pelos filmes de animação
«À Procura de Nemo» e
«Wall.E», Stanton estreia-se assim no cinema de imagem real com este novo épico de aventuras da Disney, que pretende ser o primeiro filme de uma trilogia.

A história segue as aventuras de John Carter, um veterano da Guerra Civil Americana que é transportado para Marte, aí designado por Barsoom. Outrora um mundo cheio de vida, hoje Barsoom, devido à sua idade avançada, tornou-se um planeta pouco habitável: os oceanos evaporaram, a atmosfera ficou mais rarefeita, e as populações regrediram a um estádio de barbárie parcial em que os habitantes lutam entre si pela sobrevivência.

Na sua jornada, Carter encontra Tars Tarkas e salva uma princesa humanoide, Dejah Thoris, e confronta os gigantescos marcianos verdes de quatro braços, que tentará convencer a aliarem-se a ele num Guerra Civil que pode salvar aquele mundo da destruição.

Veja aqui a entrevista ao elenco do filme

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.