Já circulam em Cannes as imagens de forte cunho sexual do filme «Welcome to New York», protagonizado por Gérard Depardieu, que interpreta uma versão ficcionada de Dominique Strauss-Kahn (cujo nome não é pronunciado), e pela atriz britânica Jacqueline Bisset. Vincent Maraval, diretor da produtora Wild Bunch, esteve na terça-feira no famoso restaurante La Potinière, à frente do Palácio dos Festivais, centro nevrálgico do festival de cinema, a mostrar com visível satisfação a todos os que passavam imagens de Depardieu numa cama com mulheres nuas.

As imagens entrecortadas por suspiros sugerem que o filme pretende retratar os detalhes sórdidos do suposto vício sexual de Dominique Strauss-Kahn, que até ser detido pela Polícia de Nova Iorque, em maio de 2011, era apontado como o provável candidato socialista à Presidência da França. Numa cena, um amigo pergunta-lhe porque se deixa levar pelo desejo sexual e ele responde «Você preferia jogar golfe?»

O trailer de um minuto e 43 segundos também foi divulgado na internet, o que a Wild Bunch alega ter acontecido sem seu consentimento. A produtora informou que as primeiras imagens do filme destinam-se a ser exibidas no mercado de cinema de Cannes, visitado por centenas de compradores de todo o mundo.

Abel Ferrara, realizador de «Polícia sem Lei», disse que o filme, que também abordará a batalha judicial de Strauss-Kahn, narra a queda em desgraça de um homem que estava no topo e que tinha tudo.