Depois de se ter tornado uma dos primeiros casos de teste positivo entre as celebridades, Tom Hanks volta a ser afetado pela COVID-19: "Missão Greyhound", um filme que apostava em força no seu "star power" para agitar as bilheteiras, já não vai para os cinemas.

Pronto a estrear, o filme vai fazer a estreia na Apple TV+, que o lançará na sua plataforma para mais de 100 países.

Segundo os analistas, a decisão é uma grande surpresa e confirma que a Apple se está a tornar agressiva na sua estratégia de afirmação em Hollywood tanto como plataforma de streaming como estúdio, não hesitando em gastar milhões.

Foi o próprio Tom Hanks que escreveu a história e interpreta o comandante Ernest Krause, que no início da Segunda Guerra Mundial está na sua primeira missão à frente de um destroyer norte-americano e lidera um conjunto internacional formado por 37 navios aliados que atravessa as águas traiçoeiras do Atlântico Norte enquanto é perseguido por matilhas de submarinos nazis U-Boot.

Antes da pandemia arrasar os planos de todos os estúdios e fechar os cinemas em todo o mundo, a estreia desta grande produção da Sony estava agendada para 8 de maio nos EUA e a seguir passou para 19 de junho.

Segundo o Deadline, a atual conjuntura levou a uma abrupta mudança estratégica e o filme foi discretamente apresentado às plataformas de streaming, que entraram numa grande batalha de licitação.

O acordo, na ordem dos 70 milhões de dólares, é o maior investimento da Apple num filme.

De acordo com as novas regras criadas pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas especificamente para a próxima cerimónia para os filmes afetados pela pandemia, "Missão Greyhound" continuará a ser elegível para os Óscares porque chegou a ter estreia prevista nos cinemas.

VEJA O TRAILER LEGENDADO.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.