Num total de 57 nomeações para 19 categorias, os eleitos são 33, com os cantores Jorge Sena e Dynamo a somar o maior número de escolhas, havendo ainda o "Prémio Carreira", cujo nome só será conhecido durante a gala e sucederá a Cesária Évora, Bana, Zeca Di Nha Reinalda e Celina Pereira.

Jorge Sena, natural da ilha do Fogo e antigo vocalista da banda "Bokarron", está indicado para Melhor Morna ("Raquel"), Melhor Coladeira ("Sonhu"), Melhor Música Tradicional ("Sabura di Djar Fogo") e Melhor Disco do Ano ("Sena d'Oru").

Por sua vez, Dynamo, de nome próprio Eder dos Santos e natural da ilha do Sal, está nomeado com a música "Princesa" (Djodje e Ricky Boy) para Melhor Kizomba e Melhor Música Popular do Ano e, com o álbum "One", para Disco do Ano e Melhor Intérprete Masculino.

Com três nomeações cada, aparecem os músicos Rui Cruz, Legemea, Jennifer Soledad e o grupo Rapaz 100 Juiz, seguidos pelos artistas e grupos como Elji, Africa Rainbonw, Mito, Elaine Silva, Eddu, Élida Almeida e Djodje, com duas nomeações cada.

Elida Almeida, Elaine Silva e Legemea concorrem ainda para o prémio de Artista Revelação, enquanto para Melhor Intérprete Feminina estão nomeadas Carmen Sousa, Élida Almeida e Jennifer Soledad e para Melhor Masculino concorrem Djox, Dynamo e Rui Cruz.

A categoria Música Popular do Ano (Legemea/Djam Bira Fino, Dynamo feat. Djodje e Ricky Boy/Princesa e Mito/Tchero Maleta) continua a ser escolhida exclusivamente pelo público, enquanto as outras serão votadas pelo público e pelo júri, presidido pelo segundo ano consecutivo pela cantora cabo-verdiana Tété Alhinho.

Há nomeações ainda para melhor funaná, hip hop, música urbana, música eletrónica, artista em palco, produtor musical, videoclip, composição inédita, DJ e animador de Comunicação Social.

O Prémio Ação Social será atribuído ao artista que mais se destacou nas causas sociais e também só será conhecido na altura da gala, que terá como convidados os cantores português Luís Represas, que cantará com a cabo-verdiana Lura, angolana Bruna Tatiana e moçambicano Stewart Sukuma, bem como Ali Angel, das Antilhas.

Como convidados especiais, e além de Lura, a gala contará com a presença de Baby T, DJ residente nos Estados Unidos, Bruno Amarante (Djam), jovem coreógrafo que se tem destacado no panorama cultural de Cabo Verde, e o humorista moçambicano Big Boss (Emerson de Miranda), apresentador de televisão do canal STV.

À semelhança das edições anteriores, os CVMA unem a música a uma causa social, tendo a escolha deste ano recaído na ajuda solidária às vítimas do vulcão que assolou a ilha do Fogo entre 23 de novembro de 2014 e 08 de fevereiro deste ano.

Segundo a organização do CVMA, este ano foi estabelecida uma parceria com a Associação Ajudar a Ajudar, uma instituição fundada por cabo-verdianos residentes nos Estados Unidos, experiente em promover movimentos solidários.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.