A novidade foi revelada pelo próprio no site oficial do grupo, numa publicação em que Smith explica os motivos da sua saída e agradece aos fãs o seu apoio ao longo dos últimos anos.

“Depois de 10 anos em que fiz parte desta viagem inacreditável, entristece-me anunciar que vou deixar os Panic”, escreveu, continuando: “Esta não foi uma decisão fácil de tomar, mas, depois de muito pensar, tornou-se claro que é o que está certo para mim e para a banda. Eu adoro esta banda com todo o meu coração e poder vê-la a crescer, de quatro putos na garagem dos meus pais até ao que é hoje, tem sido incrível. Adorei todos os momentos. Mas, a certa altura, apercebi-me que não estava a conseguir estar lá para a banda da forma que queria estar e, mais importante, da forma que eles precisavam que eu estivesse”.

Recorde-se que, em 2013, Smith interrompeu a digressão do grupo pela América, alegando problemas com álcool e drogas - problemas com que se debatia desde 2009.

O mais recente álbum dos Panic! At The Disco, “Too Weird To Live, Too Rare To Die!”, data de 2013.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.