Dos Blur, que atuaram em 2013, no Porto, esperam-se alguns dos grandes êxitos de carreira, mas a verdade é que a banda de Damon Albarn tem um novo álbum em mãos, “The Magic Whip”, editado este ano e que dá o mote aos atuais concertos.

Hoje, no festival, regista-se ainda o encontro em palco, no MEO Arena, entre dois nomes maiores da música portuguesa – Sérgio Godinho e Jorge Palma - e a estreia em Portugal do músico britânico Benjamin Clementine, o “trovador descalço” cuja voz faz lembrar Nina Simone, como escreveu o jornal The Guardian.

Ao longo do segundo dia do SBSR, a música passa também pelos belgas dEUS, pelas londrinas Savages, pelo produtor esloveno Gramatik ou pelos portugueses Da Chick e Best Youth.

O festival SBSR celebra vinte anos num novo recinto, com uma área de 75.000 metros quadrados, no Parque das Nações, que envolve o MEO Arena e o Pavilhão de Portugal, dois edifícios construídos para a Expo’98.

No total, o cartaz apresenta quase 50 concertos repartidos por quatro palcos.

Por causa do festival, o trânsito rodoviário estará condicionado na Alameda dos Oceanos, junto ao recinto, entre as 14:00 e as 5:00 de hoje e de sábado.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.