Miguel Leal Coelho, administrador do CCB, disse à Lusa que no próximo ano Os Dias da Música serão realizados de 24 a 26 de abril, sob o tema “Luzes, câmara, música”. “A programação terá em conta a música que se faz e fez para cinema e a música que o cinema foi buscar, nomeadamente a erudita”, disse Leal Coelho. O responsável realçou que aos 22.222 bilhetes vendidos até às 17:00 de domingo "há a acrescentar os vendidos posteriormente para os concertos das 19:00 e das 21:00".

Para a edição deste ano, que decorreu sob o mote "Mudam-se os tempos...", foram disponibilizados 27.809 bilhetes, tendo o CCB registado uma taxa de ocupação de 79,91%. A programação, orçada em 500 mil euros, foi constituída por cinco conferências, vários workshops e 63 concertos envolvendo cerca de 1.600 músicos. Dos concertos, 23 esgotaram, dois foram transmitidos em direto pela RTP e trinta gravados pela Antena 2, dois quais nove transmitidos em direto.

Os compositores portugueses Alexandre Delgado, Nuno Côrte-Real e Sérgio Azevedo estrearam peças de sua autoria, respetivamente "Verdiana", "Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar" e "Hukvaldi Trio".

A pianista Ana Telles tocou pela primeira vez a integral "Estudos Literários - Retratos", de João Madureira, constituída por nove peças, cada uma dedicada a uma personalidade da cultura portuguesa.

Durante Os Dias da Música, as exposições de arquitetura na garagem sul foram visitadas por 300 pessoas e 200 participaram em workshops. A edição especial do Mercado CCB Novo&Antigo contou com 80 bancas.

No âmbito dos projetos educativos, a Fábrica das Artes realizou três espetáculos com 16 sessões, às quais assistiram 440 pessoas, registando uma taxa de ocupação de 97,3%.

Os Mini-Dias da Música, que se realizaram pela primeira vez, contaram com sete concertos, aos quais assistiram “cerca de 600 crianças”, e cerca de 300 alunos de música atuaram.

A Orquestra Sinfónica constituída por alunos das escolas de músicas públicas, entre os 14 e os 20 anos, dirigida por Cesário Costa, encerrou os Mini-Dias com a interpretação da 1.ª Sinfonia de Gustav Mahler.

O programa "Projetar o Futuro com Arte", uma parceria do CCB com a Agência Nacional para Qualificação do Ensino Profissional, realizou oito concertos, envolvendo 46 escolas, incluindo duas dos Açores e uma da Madeira, tendo sido interpretados 42 compositores.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.