Os admiradores do cantor saudaram a viúva, Priscilla, e a sua filha, Lisa Marie, enquanto cortavam o bolo de oito andares, congelado devido aos 9 graus negativos registados durante a cerimónia.

Os fãs puderam comer uma fatia do bolo num restaurante em frente a Graceland, a residência de Elvis, que se tornou um santuário dedicado à vida, à obra e ao legado musical do cantor.

"Meu Deus, estou em choque. Tantos de vocês aqui!", disse Priscilla Presley, de 69 anos, acrescentando que Elvis "ficaria surpeendido" ao ver tantos fãs comemorando seu aniversário.

"Não há outro lugar onde queira estar", acrescentou a filha do casal, Lisa Marie, de 46 anos, ao lado dos seus quatro filhos: Riley, Benjamin Keough e os gémeos Harper e Finley Lockwood.

Transformado num ícone da cultura pop norte-americana, Elvis chegou ao top das tabelas musicais nas décadas de 1950 e 1970, antes da sua morte, em agosto de 1977, quando tinha 42 anos.

O seu legado inclui 108 canções, que são parte das 100 melhores da música pop e 129 gravações estão entre os 200 melhores álbuns da revista Billboard.

Nesta quinta-feira também foram leiloados objetos que pertenceram a Elvis, como sua primeira carta de condução, o casaco que usou no filme "Viva Las Vegas" e a sua primeira gravação, um álbum em acetato dos Sun Studios, em que canta "My Happiness", aos 18 anos, para a mãe.

Os fãs mais abastados poderão participar em outro leilão de dois jatos privados do cantor, expostos desde 1980 em frente a Graceland e onde só poderão ficar até abril, segundo os seus atuais proprietários.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.