A intérprete de A Festa e Caminho das Águas passa pelo Coliseu do Porto sexta-feira, dia 22 de Maio, subindo ao palco do Coliseu de Lisboa dois dias depois, domingo, 24.

Em apresentação continua "Samba Meu", de 2007, que, apesar de já ter sido mostrado em Portugal em duas ocasiões distintas - em 2007 e 2008 -, promete originar um espectáculo "radicalmente diferente" dos anteriores. "A diferença mais perceptível e marcante está na maturidade do espectáculo em si", explica a artista à Agência Lusa, lembrando que, hoje em dia, o público português já está familiarizado com o seu disco e, portanto, poderá participar no "show" de forma mais activa, "mais desenvolta".

"Para quem não viu, vale a pena ver; para quem viu, vale a pena ver pelo efeito comparativo", sugere ainda.

Recorde-se que "Samba Meu" é o terceiro trabalho de originais da cantora brasileira, um trabalho que evidencia a decisão da artista em enveredar pelos caminhos do samba, em detrimento da influência do jazz, presente nos seus primeiros registos discográficos.

Filha de Elis Regina e do compositor Cesar Camargo Mariano, Maria Rita já editou três álbuns de estúdio etrês DVDs musicais, tendo já conquistado seis Grammys Latinos, nas categorias de "Revelação do Ano"; "Melhor Álbum de Música Popular Brasileira", com "Maria Rita" e "Segundo"; "Melhor Canção Brasileira", com A Festa e Caminho das Águas; e "Melhor Álbum de Samba/Pagode", com "Samba Meu".

Sara Novaisc/ LUSA

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.