Depois de "Um fim-de-semana no Pónei Dourado" (2009), "B Fachada" (2009) e "B Fachada é pra meninos" (2010) - e meia dúzia de EPs pelo caminho -, Bernardo Fachada regressa com um álbum cujo título está longe de ser inédito: "B Fachada", mais uma vez.

Falta de imaginação? Nada disso. "Da primeira vez que usei esse título foi porque achei que era o primeiro conjunto de canções completo. Desta vez tem mais a ver com o interior do disco em si", conta-nos o cantor, músico e compositor. Um interior que, por sua vez, é também feito de interiores, ou não fosse a casa o mote deste disco, local de onde B Fachada falou ao SAPO Música por telefone: "As personagens acabam por ser a casa. O disco nasce aqui e as personagens que lá moram são as personagens que moram aqui em casa. O tema é caseiro e o aspeto também acaba por ser o da intimidade".

Para esse efeito intimista, o piano, uma das novidades do álbum, torna-se num instrumento essencial (e o mais regular). "O piano é uma aquisição relativamente recente. Já não tinha piano desde que saí da casa dos meus pais... este ano voltei a ter e o piano acabou por ganhar um caráter de casa", conta o músico, revelando que não o usou antes porque "ainda não tinha tido dinheiro para ter um".

Apesar deste acréscimo instrumental e do tom mais íntimo, "B Fachada" poderá ser, mais do que de viragem, um disco de afirmação. "Este é um disco que vem depois de eu refletir sobre o que é que é o meu lugar na música", salienta, assinalando que este ponto de chegada não é necessariamente o que alguns esperam: "Não sei será assim para os ouvintes, mas parece-me ser um disco um pouco mais difícil do que os outros".

Como já vai sendo hábito, o álbum chega na reta final do ano, depois de um EP editado no verão (e com música mais festiva e veraneante). Uma tendência a manter? "Em princípio é para continuar assim só mais um ano. Depois a ideia é parar e mais tarde retomar de outra forma. Mas não forço nada: se não acontecer, não acontece", antecipa. Uma coisa é certa: outro álbum ou EP, só para o ano, por mais prolífico que B Fachada seja. Até lá, fica aberto o caminho para a ideia-chave de um novo registo, "uma coisa que só se encontra aos poucos e que geralmente só termina de ser encontrada já no estúdio" - embora às vezes, e em alguns discos, baste procurá-la em casa.

@Gonçalo Sá

Videoclip de "Tó-Zé" (do álbum "B Fachada é pra meninos", 2010):

Videoclip de "Joana Transmontana" (do EP "Há Festa na Moradia", 2010):

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.