No comunicado divulgado, a TST diz que "a elevada afluência ao festival foi a razão para a transportadora alocar mais veículos para esta operação, logo no primeiro dia do evento [quinta-feira]".

Na quinta-feira, registaram-se longas filas de trânsito nos acessos ao recinto, tanto para quem se desloca de Lisboa, como para quem segue de Sesimbra.

Ao cair da noite de quinta-feira, as filas chegaram a atingir um tempo de espera superior a três horas.

Este ano, a organização aumentou substancialmente o espaço para estacionamento em redor do recinto, para cerca de nove mil lugares, mas mesmo assim aconselha os espetadores a chegarem cedo ao festival e a utilizarem a capacidade total do veículo em que se deslocam.

A TST reforça, na nota hoje divulgada, "a importância da adesão aos transportes públicos e aconselha a deslocação o mais cedo possível para que os festivaleiros desfrutem ao máximo".

A empresa tem carreiras disponíveis a partir de Lisboa (Praça de Espanha) e Coina (Estação de Comboios) para o recinto do Festival, entre as 14:00 e as 19:00.

As carreiras de regresso estão disponíveis entre as 02:00 e as 05:00. Além destes percursos, existem viagens gratuitas em autocarros da TST entre o festival e a Praia de Alfarim, e o transporte em "navetes" desde os parques de estacionamento para o recinto.

A 17ª edição do festival começou na quinta-feira e termina no sábado e já não há bilhetes disponíveis, por "culpa" da atuação de bandas como Arctic Monkeys, Arcade Fire, Portishead e The Strokes.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.