Quem o diz é o vocalista da banda, Yannis Philippakis, que, em entrevista à revista Q, revelou que o sucessor de “Holy Fire” será um disco de extremos, cujas letras são influenciadas, em grande parte, por Nick Cave.

“Nós achámos que a amplitude no ‘Holy Fire’ foi boa, mas neste quisemos ir um pouco mais longe, para que os extremos fossem ainda mais distantes. As canções pesadas são mais pesadas, as canções pop são mais pop e estranhas”, explicou.

Jimmy Smith, guitarrista do coletivo, contou também que foram bebidas 130 garrafas de vinho tinto durante o tempo que a banda passou no sul de França com o produtor James Ford: “Bebemos cerca de 130 garrafas de um vinho tinto chamado Ardèche, mas não acho que tenhamos chegado ao ponto de estarmos todos bêbados em simultâneo”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.