"Sob conselho médico, simplesmente não posso atuar durante o fim de semana", escreveu a cantora num comunicado emotivo, acrescentando que está "destroçada" por ter de o fazer.

A notícia surge depois de Adele ter batido recordes de afluência em dois concertos no estádio de Wembley. Nos dois concertos agora cancelados, agendados para o mesmo local, eram esperados cerca de 100 mil fãs por noite.

No mesmo comunicado, Adele admite estar tão "desesperada" por ter de cancelar os espetáculos que chegou a considerar subir a palco e "atuar com mímica", ou seja, fazer playback.

Já esta quinta-feira, Adele tinha escrito uma carta aos fãs onde se confessava cansada da digressão e admitia que poderia nunca voltar a fazer digressões.

Desde 2016 que a cantora fez 121 concertos por todo o mundo, incluindo na América do Norte, na Austrália e Nova Zelândia e na Europa.

Se as datas dos concertos cancelados não forem reagendadas, o valor dos bilhetes será devolvido.

Veja o comunicado de Adele:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.