"Apostamos no formato e-book, porque é o caminho mais rápido para divulgar [BD] e [para] promover o crescimento da banda desenhada em Portugal. Por não ter o custo gráfico e a distribuição, o digital custa cerca de 40 por cento menos do que o impresso e alcança até mesmo as localidades mais distantes", explicou à Lusa o editor brasileiro Júlio Moreno.

A editora JBC Portugal opera no mercado editorial português há cerca de um ano, tendo-se estreado com a edição da BD "The Ghost in the Shell", do autor Shirow Masamune, e que é considerada uma das mais emblemáticas da manga (designação da banda desenhada japonesa).

Em formato digital será disponibilizada esta obra, mas também títulos como "Knights of Sidonia", de Nihei Tsutomu, "Fairy Tail", de Hiro Mashima, ou "Battle Angel Alita", de Yukito Kishiro, todos em português do Brasil.

Além de um catálogo inicial de mais de 160 títulos, a editora JBC passará a editar em Portugal semanalmente novos capítulos de dois títulos no mesmo dia em que são lançados no Japão.

Isto significa que Portugal "passa a fazer parte oficialmente dos seletos sete países que estão no mapa do lançamento mundial dos mangas no mesmo dia que o Japão: Estados Unidos, França, Coreia do Sul, Tailândia, China e Brasil", explicou o editor.

No entender de Júlio Moreno, o mercado português de banda desenhada, e em particular o de manga, "vai crescer, especialmente com as novas gerações [de leitores] que têm mais intimidade com o digital e que posteriormente comprarão as versões impressas".

A editora JBC foi criada em 1992, no Japão, para aproximar japoneses de brasileiros, expandiu-se depois para o Brasil, onde passou a editar muito do que se faz de banda desenhada japonesa.

Júlio Moreno, natural de São Paulo, editor da chancela brasileira, apostou no lançamento da editora também em Portugal. Além de "The ghost in the shell", editou "Akira", "O cão que guarda as estrelas" e "Ataque dos titãs".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.