"Aqui Está-se Sossegado", de Camané e Mário Laginha, está nomeado para Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa na 21.ª edição dos Grammys Latinos, anunciou a organização esta terça-feira, dia 29 de setembro. Os álbuns de Mariana Aydar, Mariene De Castro & Almério, Targino Gondim, do Grupo Ofa e de Margareth Menezes também estão na corrida ao mesmo galardão.

A cantora de jazz Maria Mendes está indicada para o Grammy Latino de Melhor Arranjo, com o tema "Asas Fechadas", de Amália Rodrigues, que gravou no álbum "Close to me" com John Beasley e a Metropole Orkest da Holanda, lançado em outubro de 2019.

J Balvin é o grande destaque entre os nomeados. O artista colombiano soma 13 nomeações, estando na corrida, por exemplo, ao galardão de Gravação do Ano, Álbum do Ano, Melhor Fusão/ Interpretação Urbana ou de Melhor Interpretação Reggaeton.

A par de "Rojo", de J Balvin, "China", de Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G Featuring Ozuna e J Balvin, "Cuando Estés Aquí", de Pablo Alborán, "Vete", de Bad Bunny, "Solari Yacumenza", de Bajofondo Featuring Cuareim 1080, "Tutu", de Camilo e Pedro Capó, "Lo Que En Ti Veo", de Kany García e Nahuel Pennisi, "Tusa", de Karol G e Nicki Minaj, "René", de Residente, e "Contigo", de Alejandro Sanz", estão nomeadas para Gravação do Ano.

Na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, concorrem os temas "A Tal Canção Pra Lua (Microfonado)", de Vitor Kley & Samuel Rosa, "Abricó-de-macaco", de João Bosco, "Amarelo (Sample: Sujeito De Sorte – Belchior)", de Emicida Featuring Majur & Pabllo Vittar, "Libertação", de Elza Soares, Baianasystem e Virgínia Rodrigues, e "Pardo", de Céu.

"YHLQMDLG", de Bad Bunny,  "Oasis", de J Balvin & Bad Bunny, "Colores", de J Balvin, "Por Primera Vez", de Camilo, "Mesa para Dos", de Kany García, "Aire (Versión Día)", de Jesse & Joy, "Un Canto Por México, Vol. 1", de Natalia Lafourcade, "Pausa", de Ricky Martin, "La Conquista del Espacio", de Fito Páez, e "Cumbiana", de Carlos Vives, estão nomeados na categoria Álbum do Ano.

Este ano, concorrem apenas álbuns e canções lançadas entre o dia 1 de junho de 2019 e 31 de maio de 2020.  A 21.ª edição dos Grammy Latino, com o colombiano J Balvin a liderar as nomeações em 13 categorias, decorrerá a 19 de novembro.

Conheça aqui todos os nomeados.

OS NOMEADOS PORTUGUESES

O fadista Camané e o pianista Mário Laginha estão indicados na categoria de "Melhor Álbum de Raízes" em língua portuguesa, com o disco "Aqui está-se sossegado", a partir do repertório de fado.

"Aqui está-se sossegado" começou por ser um projeto de atuações ao vivo de Camané com o pianista Mário Laginha, desenhado em finais de 2018, e o álbum só viria a ser editado em novembro de 2019.

O alinhamento dos concertos contava com cerca de duas dezenas de canções, saídos do cânone fadista tradicional, do repertório de Camané, e incluiu inéditos compostos por Mário Laginha.

Em dezembro de 2018, Camané explicava que o fado, quando começou, era tocado ao piano. "Só mais tarde se tornaria [ao fado] mais fácil tocá-lo" com "a guitarra portuguesa, a viola… primeiro, a guitarra portuguesa, depois, passados muitos anos, a viola e depois o baixo e o contrabaixo".

Neste álbum, Camané e Mário Laginha interpretam, por exemplo, "A Casa da Mariquinhas" (João da Silva Tavares / Alfredo Marceneiro), "Com que voz" (Luís de Camões/Alain Oulman), "Abandono" (David Mourão-Ferreira/A. Oulman) e o inédito "Rua das Sardinheiras", de Maria do Rosário Pedreira e Mário Laginha.

A cantora de jazz Maria Mendes está indicada para o Grammy Latino de Melhor Arranjo, com o tema "Asas Fechadas", de Amália Rodrigues, que gravou no álbum "Close to me", com John Beasley e a Metropole Orkest da Holanda, lançado em outubro de 2019.

"Close to me" é o terceiro disco da cantora portuguesa, radicada há mais de uma década na Holanda, e o primeiro totalmente cantado em português.

Em entrevista à agência Lusa, quando o álbum saiu, Maria Mendes recordou que a ideia de "pegar no fado e no folclore português, e tê-los como ponto de partida para um conceito criativo musical mais moderno e mais conceptual", surgiu na sequência de um convite para integrar as festividades do Dia do Jazz, em Roterdão.

“Pediram-me que pegasse num tema folclórico holandês, de Roterdão, e desse uma reviravolta para jazz e eu decidi fazer uma composição mais longa, adaptando o ‘Barco Negro’ juntamente com esse tema holandês”, recordou.

Entre os 11 temas que compõem o álbum há adaptações de alguns fados "menos conhecidos", como "Asas Fechadas", de Amália - agora nomeado para os Grammy Latinos - , e outros "um bocadinho mais óbvios", como "Foi Deus" e "Tudo isto é fado", da mesma fadista.

Além de Maria Mendes e do trio que a acompanha há cerca de dez anos, o disco conta com a participação da Metropole Orkest, orquestra holandesa de jazz sinfónico.

A decisão de incluir a orquestra surgiu no momento final da adaptação musical e arranjos, que Maria Mendes partilhou com o produtor do álbum, John Beasley, "um dos maiores produtores e diretores musicais de jazz internacional".

CONHEÇA OS NOMEADOS:

Melhor Canção em Língua Portuguesa

A Tal Canção Pra Lua (Microfonado) – Vitor Kley & Samuel Rosa
Abricó-de-macaco – João Bosco
Amarelo (Sample: Sujeito De Sorte – Belchior) – Emicida Featuring Majur & Pabllo Vittar
Libertação – Elza Soares & Baianasystem Featuring Virgínia Rodrigues
Pardo – Céu

Gravação do Ano

“China” — Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G Featuring Ozuna & J Balvin
“Cuando Estés Aquí” — Pablo Alborán
“Vete” — Bad Bunny
“Solari Yacumenza” — Bajofondo Featuring Cuareim 1080
“Rojo” — J Balvin
“Tutu” — Camilo Featuring Pedro Capó
“Lo Que En Ti Veo” — Kany García & Nahuel Pennisi
“Tusa” — Karol G & Nicki Minaj
“René” — Residente
“Contigo” — Alejandro Sanz

Álbum do Ano

YHLQMDLG — Bad Bunny
Oasis — J Balvin & Bad Bunny
Colores — J Balvin
Por Primera Vez — Camilo
Mesa para Dos — Kany García
Aire (Versión Día) — Jesse & Joy
Un Canto Por México, Vol. 1 — Natalia Lafourcade
Pausa — Ricky Martin
La Conquista del Espacio — Fito Páez
Cumbiana — Carlos Vives

Canção do Ano

“ADMV” — Vicente Barco, Edgar Barrera, Maluma & Stiven Rojas, songwriters (Maluma)
“Bonita” — Juanes, Mauricio Rengifo, Andrés Torres & Sebastián Yatra, songwriters (Juanes & Sebastián Yatra)
“Codo Con Codo” — Jorge Drexler, songwriter (Jorge Drexler)
“El Mismo Aire” — Edgar Barrera, Camilo, Jon Leone, Richi López & Juan Morelli, songwriters (Camilo)
“For Sale” — Alejandro Sanz & Carlos Vives, songwriters (Alejandro Sanz & Carlos Vives)
“#ELMUNDOFUERA (Improvisación)” — Alejandro Sanz, songwriter (Alejandro Sanz)
“Lo Que En Ti Veo” — Kany García, songwriter (Kany García & Nahuel Pennisi)
“René” — Residente, songwriter (Residente)
“Tiburones” — Oscar Hernández & Pablo Preciado, songwriters (Ricky Martin)
“Tusa” — Kevyn Mauricio Cruz Moreno, Karol G, Nicki Minaj & Daniel Oviedo Echavarría, songwriters (Karol G & Nicki Minaj)
“Tutu” — Camilo, Jon Leone & Richi López, songwriters (Camilo Featuring Pedro Capó)

Melhor Novo Artista

Anuel AA
Rauw Alejandro
Mike Bahía
Cazzu
Conociendo Rusia
Soy Emilia
Kurt
Nicki Nicole
Nathy Peluso
Pitizion
Wos

Melhor Álbum Pop

Spoiler — Aitana
Prisma — Beret
Por Primera Vez — Camilo
Más Futuro Que Pasado — Juanes
Pausa — Ricky Martin

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.