O compositor, performer e artista da Nação Navajo Raven Chacon venceu na segunda-feira um Prémio Pulitzer de música pela sua composição "Voiceless Mass", anunciou a organização.

O trabalho de Chacon, inspirado pelos manifestantes indígenas que protestaram contra a construção de um oleoduto que ameaçava o território da Reserva Indígena Standing Rock, no Estado da Dakota do Norte, está atualmente em exibição na Whitney Biennial, do Whitney Museum of American Art, em Nova Iorque.

A sua ópera de 2020 "Sweet Land", composta em conjunto com a compositora norte-americana de origem chinesa Du Yun, foi apresentada ao ar livre no Los Angeles State Historic Park e recebeu elogios da crítica pelo seu relato revisionista da história norte-americana ao usar, em simultâneo, diferentes narrativas. A ópera foi premiada como melhor ópera pela Music Critics Association of North America em 2021.

Desde 2004, Chacon tem orientado centenas de compositores nativos no liceu através do Native American Composer Apprenticeship Project.

Os Prémios Pulitzer, administrados pela Universidade de Columbia e considerados os mais prestigiados do jornalismo norte-americano, reconhecem trabalhos em 15 categorias de jornalismo e sete categorias de artes.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.