Em nota de imprensa hoje enviada à agência Lusa, a Academia de Música e Dança do Fundão, que organiza este concurso com o apoio da Santa Casa da Misericórdia e da Câmara do Fundão, adianta que entre os candidatos há artistas de Portugal, Espanha, Holanda e Suíça.

"Na competição deste ano destaque-se como novidade a inclusão da variante de música de câmara na guitarra. Neste domínio haverá uma prova única, está marcada para o dia 06 de julho às 15:00, e terá dois níveis de competição: no nível I, a média de idade dos participantes não pode ultrapassar os 18 anos e a prova de programa é livre, tendo uma duração máxima de 15 minutos. No nível II, a média de idade dos participantes não pode ultrapassar os 25 anos, a prova de programa é livre e terá uma duração máxima de 25 minutos", especifica a organização.

Segundo o referido, a constituição do júri também contará com novos elementos, nomeadamente Paula Sobral (professora no Conservatório de Música Azeredo Perdigão - Viseu) no júri de guitarra, Ana Sofia Mota (professora no Conservatório de Calouste Gulbenkian - Aveiro), que integrará o júri de violino, e Luís Pipa (professor na Universidade do Minho) entre os jurados de piano.

Frisando que "o Concurso Internacional do Fundão é um acontecimento cultural" neste concelho do distrito de Castelo Branco, os promotores da iniciativa também destacam que a programação contempla a realização de diferentes concertos.

No dia 3 de julho, às 21:30, no Casino Fundanense, atuará o duo Alé&Olé e, no dia 4 de julho, também às 21:30, na Moagem, haverá um recital de piano com Jorge Moyano.

Juntam-se-lhes os concertos dos laureados, marcados para dia 7, às 10:00 e às 14:30, e os concertos dos prémios especiais, cujas atuações são no dia 6, às 21:30.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.