O livro, dirigido aos mais novos, reúne cinco histórias que J.K. Rowling escreveu pouco depois de ter concluído "Harry Potter e os talismãs da morte", o sétimo e último volume da série de fantasia protagonizada pelo jovem feiticeiro Harry Potter.

Na verdade, J.K. Rowling já tinha feito referência a alguns desses contos dentro da narrativa de "Harry Potter e os talismãs da morte", acabando por desenvolvê-las depois num livro autónomo que deu origem a "Os contos de Beedle, o bardo".

Na série literária, "Os contos de Beedle, o bardo" é um livro que o professor Albus Dumbledore, o diretor da escola de magia de Hogwarts, deixa de herança a uma das alunas, a personagem Hermione Granger, melhor amiga de Harry Potter.

Uma década depois da primeira edição, o livro foi agora reeditado com ilustrações do britânico Chris Riddell e cuja tradução portuguesa sai esta semana no mercado nacional pela Editorial Presença.

Na introdução, J.K. Rowling ficciona também todo o contexto de existência deste livro de contos. O narrador é Beedle, um misterioso bardo que viveu no século XV, e o livro oferecido a Hermione Granger contém notas e comentários de Dumbledore.

"Os heróis e heroínas que triunfam nestas histórias não são os detentores da magia mais poderosa, mas sim os que revelam mais bondade, bom senso e engenho", explica a autora na introdução.

De acordo com a Editorial Presença, a primeira edição de "Os contos de Beedle, o bardo" vendeu em Portugal mais de 30.000 exemplares.

Além dos sete livros da série "Harry Potter", J.K. Rowling escreveu outras obras inspiradas e implicadas no universo de magia do aprendiz de feiticeiro, nomeadamente "Monstros fantásticos e onde encontrá-los" e "O Quidditch através dos tempos".

Foi em 1997 que J.K. Rowling, atualmente com 53 anos, publicou "Harry Potter e a pedra filosofal", o primeiro de uma das mais bem sucedidas séries literárias de fantasia para os mais novos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.