Aquela que é considerada pela organização, a Câmara de Óbidos e a Óbidos Vila Literária, a edição “mais internacional de sempre” do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos, contará, além dos autores portugueses, com escritores de países como o Canadá, Croácia, Brasil, França, Hungria, Colômbia e Espanha.

Anaïs Barbeau-Lavalette, Joseph Boyde, Rosemary Sullivan e Patrice Lessard são os nomes confirmados no âmbito de uma parceria com o Festival Littéraire International de Montréal - Metropolis Bleu, do Canadá.

A Sociedade de Escritores Croatas levará ao Folio os escritores Sibila Petlevski e Ivana Bodrozic.

De França participarão Laurent Binet e Maylis de Kerangal, na edição que contará ainda com as presenças de Viktor Sebestyen (da Hungria), Jerónimo Pizarro e Plínio Apuleyo Mendoza (da Colômbia) e Fernando Aramburu, Dolores Redondo e J. A. González Sainz e César Antonio Molina (de Espanha).

Entre os autores portugueses destacam-se Mário de Carvalho, Dulce Maria Cardoso, Carlos Querido, Mário Cláudio, Henrique Monteiro, Anabela Mota Ribeiro, que foi curadora da Folia nas anteriores edições, e Pedro Norton, a par de escritores como Vitor Milhazes, que este ano integrará a programação da Fundação Francisco Manuel dos Santos, nas mesas de autores do festival.

Os nomes foram revelados hoje numa conferência de apresentação do festival, no Museu do Aljube, em Lisboa, onde José Pinho, da Óbidos Vila Literária, adiantou que o leque de autores não está ainda fechado, e “muitas outras participações estão a ser confirmadas todos os dias”.

O coordenador do Folio Mais, um dos capítulos do festival, revelou ainda que do programa farão parte o lançamento de livros como "Na vanguarda da luta armada", de Isabel Carmo, e a reedição de “O Mal”, de Paulo José Miranda.

O Folio Mais lança ainda, nesta edição, a “Língua – Bienal de Expressividades Criativas da Língua, Portuguesa – Brasil/Portugal 2018”, uma iniciativa da Associação Portugal Genial, presidida por Carlos Coelho, que propõe “uma bienal sem papas na língua”, para “fazer pontes linguarísticas” entre os dois países.

A programação conta ainda com o Granta Folio que, ao longo de todo o festival, dinamizará, na Casa Tinta-da-China, iniciativas de música, conversas, apresentações de livros e tertúlias.

Sob o tema “Revoluções Revoltas e Rebeldias”, o Folio desenvolve-se em cinco capítulos - Autores, Folia, Educa, Ilustra e Folio Mais - juntando em Óbidos, durante 11 dias, autores e artistas de 14 nacionalidades e oriundos dos cinco continentes.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.