Segundo Nuno Reis, presidente da Associação Académica da Universidade do Minho, o “Enterro 2019” tem um orçamento de 800 mil euros, dos quais perto de180 mil são para as figuras do cartaz.

Pela primeira vez, o “enterro” vai ter lugar no antigo Parque de Exposições de Braga, entretanto rebatizado de Altice Braga Forum, após ter sofrido profundas obras de requalificação.

“É um marco histórico para o evento”, afirmou o presidente da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM).

Nuno Reis lembrou que esta é a 30.ª edição do “enterro” que decorre sob a organização da AAUM.

O novo recinto terá dois palcos, um no interior da grande nave e o outro no exterior, que apenas será utilizado nas noites com maior enchente prevista.

No primeiro dia, após o velório da gata e a serenata, o destaque vai para a atuação de Richie Campbell.

Quim Barreiros atua em 15 de maio, dia em que, durante a tarde, sai à rua o cortejo académico.

No dia 17, o destaque vai para a atuação do brasileiro Silva.

Este ano, a Semana Académica decorre sob o lema “A gata procura compromisso”.

“Portugal precisa de um compromisso efetivo com o ensino superior”, referiu Nuno Reis.

Para o líder estudantil, em Portugal regista-se um constante “põe e tira” de direitos da comunidade estudantil, que exemplificou com a recente descida do valor das propinas e os encargos cada vez mais elevados com o alojamento.

Nuno Reis disse ainda que “a gata procura compromisso” em relação às novas instalações da AAUM, “procuradas” desde 2001.

A sustentabilidade será um dos pontos fortes do Enterro 2019, com a implementação do copo reutilizável e com o fornecimento de energia feito através de eletricidade, deixando de lado o recurso a geradores a gasóleo, como acontecia nas edições anteriores.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.