Nos festejos dos Santos Populares em Alfama, Lisboa, só se vai ouvir música portuguesa. O anuncio foi feito pelo presidente da junta de freguesia Miguel Coelho, que revelou que no arraial vai haver apenas um único sistema de som, estando todas as bandas proibidas de passar qualquer canção.

Em comunicado, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior esclarece que não serão permitidos “sons autónomos por banca ou retiro", frisando ainda que só se irão ouvir canções portuguesas.

A decisão de Miguel Coelho está a ser criticada e já levou a acusações de xenofobia e ilegalidade. Segundo o jornal O Corvo, o Bloco de Esquerda já manifestou que está contra a decisão. "Não é competência da junta de freguesia escolher o que as pessoas devem ouvir. Isto é uma atitude inédita e que faz lembrar o que se passava no Estado Novo. Estamos habituados a que, em cada ano, as pessoas e as colectividades escolham as suas músicas, de acordo com as suas preferências. O gosto musical não é uma coisa que seja possível padronizar”, disse ao jornal um elemento do BE, Fábio Salgado.

 O presidente da junta, Miguel Coelho, disse que pretende que a tradição seja respeitada."Não temos de ter vergonha da nossa cultura. Do que se trata é de uma festa tradicionalmente portuguesa, não de uma emissão radiofónica", frisou.

Ao jornal O Corvo, Miguel Coelho explica que  os “protestos de muitas pessoas em relação ao barulho desregrado” motivaram a adopção do novo sistema controlado pela autarquia. “Esta decisão resultou de um pedido das colectividades e dos residentes de Alfama", acrescenta, sublinhando que "é natural que as pessoas queiram ouvir música portuguesa".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.