A coleção de cinco volumes “The Chronicles of Fernão Lopes” (Boydell & Brewer/Tamesis, 2023) levou 12 anos a concretizar e vai projetar o legado do cronista Fernão Lopes (1385-1460) entre académicos e investigadores, disse aquela responsável.

“Estamos certos de que esta edição irá evidenciar a importância da história de Portugal, país geograficamente pequeno, mas respeitado entre seus pares e participante ativo em momentos cruciais da história da Europa desde a época medieval”.

Amélia Hutchinson avançou à agência Lusa que “o interesse [internacional] já se nota”, por exemplo, “ao consultar o catálogo universal ‘online’ WorldCat”, onde surge a referência a esta edição “em bibliotecas no Dubai e em Taiwan”.

A importância da tradução para inglês das crónicas de D. João I, D. Pedro I e de D. Fernando I é “enorme e terá impacto significativo para o conhecimento da História de Portugal no mundo”.

Segundo Amélia Hutchinson, a publicação “surge da necessidade de proporcionar a um público internacional a obra de um dos maiores cronistas medievais do Ocidente da Europa”, através do inglês.

A investigadora recordou que há muito que medievalistas ingleses e americanos solicitavam uma tradução integral das crónicas de Fernão Lopes.

Em 2005, resolveu aceitar o desafio lançado durante o Congresso Internacional de Estudos Medievais, realizado pela Universidade de Western Michigan, nos Estados Unidos da América.

A partir daí foi constituída uma equipa de especialistas internacionais, integrando seis tradutores, uma consultora em tradução e as codiretoras Amélia Hutchinson, professora na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos da América, e Teresa Amado, na Universidade de Lisboa, “que também planeava realizar uma tradução das crónicas”.

Reunidos os esforços, os trabalhos decorreram durante 12 anos, dando origem também ao Fernão Lopes Portal (acessível em fernaolopes.fcsh.unl.pt), agora instalado na Universidade Nova de Lisboa.

A nível académico, acredita-se que as crónicas venham a integrar cursos de História e Cultura Medievais ministrados em universidades estrangeiras, porque a riqueza de informação “providenciará um contributo significativo para um largo número de áreas de Estudos Medievais”, da Historiografia à Ciência Política, passando por alguns menos óbvios, como Estudos sobre Mulheres ou Medicina Medieval.

A edição em inglês de “The Chronicles of Fernão Lopes” foi financiada por instituições como a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e o Instituto Camões, em Portugal, a Anglo-Portuguese Society, no Reino Unido, e o National Endowment for the Humanities, nos Estados Unidos da América.

Depois de um primeiro lançamento em maio nos Estados Unidos da América, em Portugal a apresentação será na quinta-feira, numa sessão às 19:00, integrada na conferência internacional “Arquitecturas da alma”, que decorre no Mosteiro da Batalha.

Para o dia 23 de novembro está agendado o lançamento no Reino Unido, na Embaixada de Portugal em Londres e, em maio de 2024, chegará até ao Congresso Internacional de Estudos Medievais da Universidade de Western Michigan, nos Estados Unidos.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.