Celebrar o teatro quinhentista dando corpo e voz a um património que merece ser estudado, preservado e representado, é um dos objetivos do certame, dirigido pela investigadora da Universidade de Lisboa e diretora artística do Teatro Maizum Silvina Pereira.

O festival vai decorrer nas páginas do Facebook desta companhia e no Palácio de Fronteira.

O programa contempla cinco tertúlias e leituras encenadas de excertos de quinze textos criados por dramaturgos conhecidos e anónimos do século XVI, aquele que é, segundo Silvina Pereira, “o século de ouro” da cultura e do teatro em Portugal.

“Comédia dos Vilhalpandos”, de Sá de Miranda, “O Cioso” de António Ferreira, “Auto de Ave Maria”, de António Prestes, as comédias “Eufrosina”, “Ulysippo” e “Aulegrafia”, de Jorge Ferreira de Vasconcelos, e a comédia "D'El-rei Seleuco", de Luís de Camões, estão entre os textos que serão lidos durante o festival.

Valorizar a potencialidade cénica dos textos quinhentistas é outros dos objetivos.

Na tarde de 25 de junho, a programação do festival contempla a realização das primeiras Jornadas de Teatro Clássico Português, com a participação de especialistas portugueses e brasileiros.

Na interpretação dos textos vão estar Ana Sofia Santos, Diogo Andrade, Erica Rodrigues, Guilherme Barroso, Isabel Fernandes, João Ferrador, Júlio Martin, Manuel Vieira, Mário Abel, Margarida Rosa Rodrigues, Marta Kaufmann, Miguel Vasques, Nylon Princeso, Paulo Lajes, Silvina Pereira, Susana Sá e Tiago de Almeida.

O escritor Fernando Dacosta, as atrizes Marta Kaufmann e Margarida Rosa Rodrigues, assim como o atore Paulo Lajes contam-se entre os participantes nas tertúlias.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.