O festival, que acontece entre 21 de setembro e 5 de outubro, é organizado pela companhia Varazim Teatro, que reuniu, para esta edição de 2019, um cartaz diversificado, com artistas nacionais, mas também companhias do Brasil, Itália e Espanha, que vão atuar em diversos espaços da cidade, aproximando a sua arte da comunidade.

"Estamos satisfeitos porque não fizemos uma mera programação. Houve uma intenção de ir ao encontro de vários públicos e de cativar novas pessoas para o teatro. Por isso, temos espetáculos com várias linguagens, desde dança, música, teatro e cinema", disse Eduardo Faria, responsável pelo Varazim Teatro.

O organizador considerou que este "é um festival que já tem lastro e uma história própria", mostrando-se satisfeito pelo interesse e carinho que tem suscitado, ano após ano, junto do público.

"A Póvoa de Varzim não é só um cidade de praia, e queremos proporcionar outro tipo de ócio e momentos de prazer, aos seus habitantes, mas também a todos os que nos vistam. O festival vai estar em diversos locais, alguns ao ar livre, porque queremos estar próximos do público e contaminar a cidade de uma maneira alegre", disse Eduardo Faria.

O certame arranca logo com uma estreia, com o espetáculo "Vocês viram o meu cão?", levado à cena pela Companhia Certa da Varazim Teatro, no dia 21 de setembro.

Ainda na produção nacional, destaca-se o espetáculo musical "Valente Maio", do d'Orfeu AC, de Águeda, com José Valente e Manuel Maio, e a antestreia da peça "Primeiro Amor", um projeto de Rui Silva e Pedro Diogo.

Menção, ainda, para o espetáculo "No fio do azeite", criado e interpretado por Carlos Marques, de Lisboa, e para a animação itinerante do Projeto EZ, de Santa Maria da Feira, que pode ser visto em vários espaços do centro da cidade.

Do Brasil, vieram três companhias: Las Cénicas, com o espetáculo de inspiração circense "Circodela", Pé no Mundo com a peça "Arquivo Negro - Passos Largos em Caminhos Estreitos", e o Núcelo Vinicius Piedade que vai apresentar "Hamlet Cancelado".

Da Galiza, de Espanha, chega a companhia Elefante Elegante, presença assídua neste festival, que vai apresentar o espetáculo "Patapatúm", enquanto de Itália vem a Bottega Degli Apocrifi, para pôr em cena uma das apresentações mais aguardadas do certame "Schiaccianoci Swing".

O festival de teatro É-Aqui-In-Ócio conta o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, que delega a responsabilidade da programação teatral no concelho à Varazim Teatro.

"Tem sabido corresponder ao desafio que fizemos de, além de ser responsável pela programação teatral na Póvoa de Varzim, agarrar a organização deste festival, como mais uma oportunidade para que os poveiros, e quem nos visita, possam usufruir, na cidade, de teatro de qualidade", disse o vice-presidente da autarquia poveira, Luís Diamantino.

Os bilhetes para os vários espetáculos podem ser adquiridos nas diversas plataformas 'online' especializadas, e também no Cine-Teatro Garrett, que concentra grande parte da atividade.

O preço dos ingressos está fixado nos 7,5 euros para o público em geral, havendo descontos para grupos, jovens, reformados e pessoas com deficiência.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.