Depois de um ano de interrupção, forçada pelas regras de contenção da pandemia da COVID-19, o Festival Impulso volta a Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, em formato renovado, propondo a realização de 24 concertos ao longo de 12 meses.

“A programação volta a recair sobre a comunidade de artistas da nova música portuguesa, mas não só”, anunciou a organização do festival que arranca no sábado, dia 26, com o quarteto Paus e Farwarmth, um jovem músico e produtor experimentalista.

Daí até maio de 2022, serão dois concertos por noite, uma noite por mês, estando já definido o cartaz do primeiro semestre.

A 21 de julho subirá ao palco a "dupla improvável" formada por Guta (alter-ego de Cátia Sá) e a banda First Breath After Coma.

A primeira é apresentada pelos organizadores como uma “artista que brinca nos 'entre mundos', ondulando entre a música experimental, a eletrónica e a pop, produzindo um som fragmentado e rico em detalhes embora sem ADN definido”; os segundos, como grupo que, “sem medo de explorar e arriscar o seu universo sonoro", apresenta o novo álbum visual “NU”, "num formato de concerto-filme”.

April Mármara e o quinteto Montanhas Azuis são as propostas para agosto, seguindo-se Acácio Maior e David Bruno (em setembro), Luís Severo e Vaiapraia (outubro) e Glockenwise e Tó Trips (novembro).

Por fim, a encerrar o primeiro semestre, em dezembro, será a vez do projeto “Manoel”, dos Sensible Soccers, criado a partir de composições de dois filmes do cineasta Manoel de Oliveira - "Douro, Faina Fluvial" (1931) e "O pintor e a cidade" (1956) -, que tem data prevista de lançamento em setembro deste ano, e que, no Impulso, se cruza em palco com o brasileiro Kiko Dinuchi, que também vai apresentar o seu mais recente trabalho, “Rastilho”.

A organização reserva para janeiro de 2021 a apresentação do cartaz para o segundo semestre do festival, confirmando, para já, “a renovação da parceria iniciada em 2019 com o DocLisboa, com um ciclo de cinema documental a decorrer entre janeiro e junho de 2022”, acrescenta o comunicado enviado às redações.

Os concertos vão decorrer no Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha, e os bilhetes para as primeiras sete noites do Impulso 2021 já estão disponíveis 'online'. Podem ser adquiridos no CCC e na BOL Bilheteira Online, na Fnac, na Worten, nos CTT e outros pontos aderentes.

Os bilhetes têm o preço de 10 euros para o público em geral e de cinco euros para estudantes.

O Festival Impulso foi criado em 2018 para celebrar os 15 anos da licenciatura de Som e Imagem da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha (ESAD.CR), com o objetivo de aproximar os estudantes da cidade e mostrar o trabalho desenvolvido por estes ou por antigos alunos.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.