Lady Gaga foi baptizada Stefani Joanne Angelina Germanotta em homenagem à sua tia paterna Joanne, que morreu aos 19 anos depois uma luta contra a doença lúpus. O facto marcou o pai da cantora ao longo da sua vida, contou a artista.

No seu novo álbum, editado esta sexta-feira, o primeiro em três anos, Lady Gaga explora a ligação com a família, depois de se ter afastado dos palcos.

O lançamento do disco representa um momento de "cura" para a sua família, revelou a artista de 30 anos à rádio Apple Music's Beats One. "Cada uma das canções é extremamente autobiográfica, e tudo é sobre mim, como filha do meu pai, como filha da minha mãe", explicou.

Depois do álbum "Artpop" (2013), Gaga fez uma pausa para gravar temas de pop mais convencional e realizar uma digressão com Tony Bennett.

"Perfect Illusion", com o qual recupera as sua melodia de pop eletrónica dançável, e "Million Reasons" foram os dois primeiros singles de "Joanne". Para os novos temas trabalhou com Mark Ronson, Kevin Parker, dos Tame Impala, e Florence Welch, dos Florence and the Machine.

"Joanne" já se encontra disponível nas lojas físicas e em vários serviços de streaming.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.