"Obrigado a todos pelas vossas mensagens de apoio. Sinto-me muito melhor agora e estou a recuperar", escreveu Mick Jagger na sua conta no Twitter.

O artista também agradeceu à equipa do hospital que o atendeu "por fazer um excelente trabalho".

Os Rolling Stones anunciaram no passado sábado o adiamento de 17 concertos nos Estados Unidos e Canadá, que começariam a 20 de abril, devido ao estado de saúde de Jagger.

A revista Billboard informou na noite de quinta-feira que o cantor foi submetido a uma substituição da válvula aórtica num procedimento pouco invasivo.

Para evitar a cirurgia de coração aberto, muito mais arriscada, os médicos implantaram a válvula pela artéria femoral na coxa, sem remover a válvula danificada, segundo a Billboard.

A informação não foi confirmada pelo hospital ou por Jagger. Os assessores do cantor e dos Rolling Stones não responderam aos pedidos de comentários da AFP.

Depois de anunciar o adiamento de sua digressão norte-americana, Jagger tuitou que estava "devastado" e que trabalhará arduamente "para voltar ao palco o mais rápido possível".

"Detesto desapontá-los assim", escreveu aos fãs.

Jagger, que tem oito filhos, cinco netos e uma bisneta, é conhecido por manter altos níveis de energia no palco, apesar dos seus setenta anos.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.