A edição deste ano vai decorrer em vários locais da cidade e será “inteiramente composta por 'performances' nacionais de múltiplas manifestações artísticas”, adiantou a Câmara de Setúbal, em comunicado.

Segundo a autarquia, que organiza a iniciativa, a mostra de arte vai iniciar-se no antigo Armazém de Papéis do Sado, agora chamado A Gráfica – Centro de Criação Artística, com a exposição “CTRL + ALT + ERROR” e o espetáculo “Poema à Duração”, encenado por Jean Paul Bucchieri.

No dia seguinte, 3 de julho, destaca-se uma 'performance' de dança de Beatriz Dias, “Musculus”, e uma conversa sobre “Programar em Espaços Não Convencionais”, organizada pela Revista FOmE, ambos na Gráfica.

Já no dia 4, a mostra desloca-se para o Jardim do Bonfim, onde Catarina Requeijo vai interpretar “Muita Trata Pouca Tralha” e o Teatro Só apresenta a peça sem diálogos “Sómente”, fazendo o retrato de um homem que permaneceu jovem de coração, mas que está preso num corpo desgastado pela passagem do tempo.

Durante uma semana serão “múltiplas manifestações artísticas” gratuitas e “dirigidas a vários públicos”, que pretendem não só promover a interação e a fruição, mas também a “valorização do património através da apresentação de espetáculos que fomentam o acesso às artes".

A iniciativa termina em 10 de julho, na Gráfica, com o “Movimento Zebra”, um projeto de formação teatral do Teatro O Bando.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.