O promotor do festival, Brian MacKay, disse hoje à Lusa que, devido à COVID-19, os cursos de verão, destinados a estudantes avançados em violino, violeta, violoncelo, contrabaixo e música de câmara, vão este ano decorrer no seminário de Évora, onde existem as condições, nomeadamente de espaço, para cumprir as regras impostas pelo combate à pandemia.

Frisando que o festival não abandonou a região que o acolhe – inicialmente Ferreira do Zêzere, com a vila de Dornes como referência, e depois alargado a espaços monumentais da região, desde o Convento de Cristo, em Tomar, e o Castelo de Almourol, em Vila Nova da Barquinha (todos no distrito de Santarém), aos mosteiros da Batalha e de Alcobaça (Leiria) -, o maestro afirmou ser intenção estar de volta em 2021, “com um festival especial”.

Com inscrições abertas até 1 de julho, os cursos de verão do ZêzereArts são direcionados para estudantes de música de todo o mundo, contando este ano com apenas alguns alunos “de fora”, nomeadamente da Bélgica e de França, dadas as dificuldades de deslocações internacionais.

“O entusiasmo dos alunos, desesperados por terem aulas sem ser por Skype, motivou-nos a procurar um espaço” onde o evento pudesse decorrer, disse Brian MacKay, salientando que, mesmo nas atuais condições, foram já atingidas as 30 inscrições.

Os cursos vão realizar-se de 25 de julho a 1 de agosto, sob a orientação de Eliot Lawson e Luís Pacheco Cunha (violino), Jorge Alves (violeta e música de câmara), Catherine Strynkx (violoncelo), Adriano Aguiar (contrabaixo) e Brian MacKay (orquestra).

Além dum “intenso programa” de aulas individuais e de música de câmara, para os quais se podem candidatar agrupamentos já formados ou que serão constituídos no âmbito do curso, integrando a Orquestra do Festival ZêzereArts, a edição deste ano conta ainda com uma 'masterclass' com a violoncelista Ophelie Gaillard.

Durante três dias “de intenso trabalho”, Ophelie Gaillard estará com “um grupo restrito de estudantes avançados”, salienta a organização.

Todas as atividades contarão com a assistência permanente da pianista Taíssa Poliakova, para ensaios e acompanhamento dos concertos e recitais.

Não existindo condições para a habitual realização de espetáculos, o ZêzereArts terá este ano apenas três concertos de pequeno formato – de instrumentistas, orquestra e coro, apenas com oito vozes -, que decorrerão no Jardim da Palmeira, em Évora, disse Brian MacKay.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.