Segundo a editora portuguesa, este novo título “é um verdadeiro projeto de amor para todos os que nele participaram, incluindo o papa Francisco, a quem havia sido solicitado um livro para crianças, ideia a que ele anuiu prontamente”.

“Uma extensa rede coordenada por padres jesuítas tratou de indagar do interesse das crianças em contactarem por escrito Sua Santidade e o resultado foi surpreendente”, refere a editora portuguesa, acrescentando, que “devido à enorme quantidade de cartas recebidas com perguntas colocadas ao papa, tornou-se impossível publicá-las todas, assim como as respetivas respostas, pelo que foi decidido escolher 30, com o único critério da sua diversidade”.

A coordenação deste projeto ficou a cargo do sacerdote jesuíta Spadaro, tendo sido contempladas cartas de crianças de 26 países dos 5 continentes, escritas em 14 línguas.

Antonio Spadaro “encontrou-se com o papa Francisco e fez-lhe a leitura de cada carta, e o papa foi respondendo, individualmente, à medida que simultaneamente observava o desenho de cada criança”, explica a editora.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.