O Partido Socialista, o Partido Social Democrata e um candidato às autárquicas de 2017 foram condenados a pagar 20 mil euros à Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) pela utilização, sem autorização, do tema "Despacito", avança a TSF.

Segundo a estação de rádio, a canção de Luis Fonsi, uma das mais ouvidas em 2017, serviu de inspiração para os hinos das campanhas do PS à Câmara de Vila Pouca de Aguiar e do PSD à Câmara de Póvoa de Lanhoso.

Em tribunal, PS e PSD defenderam que a escolha foi feita pelas concelhias, que têm autonomia. Segundo a TSF, o Tribunal da Propriedade Intelectual, em abril e julho, e o Tribunal da Relação de Lisboa, em setembro, não aceitaram os argumentos apresentados.

O PS foi condenado na primeira e na segunda instância, estando obrigado a pagar 10 mil euros. O PSD também tem de pagar o mesmo valor, juntamente com o candidato da Póvoa do Lanhoso, Avelino Silva.

No recurso apresentado, o PS frisou que a decisão de usar o tema "Despacito" foi uma escolha do candidato, que não é "funcionário ou dirigente do Partido Socialista". O PSD também defendeu que campanha é definida a nível local.

Em 2017, José Carlos, candidato à Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, foi o primeiro a apresentar um hino inspirado no sucesso de Luis Fonsi. Dias depois, Avelino Silva também partilhou o seu hino de campanha.

Recorde o hino da campanha do candidato do PS:

Recorde aqui o hino da campanha do candidato do PSD.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.