A tela do nova-iorquino Jean-Michel Basquiat (1960-1988) tornou-se a obra de arte ocidental a atingir o valor mais alto num leilão realizado na Ásia, noticiou a AFP.

O preço final de venda desta obra foi superior às estimativas.

A pintura, em acrílico e spray num painel de madeira, é considerada no meio artístico uma obra-prima do artista norte-americano, tendo sido vendida após "uma intensa batalha de leilão de dez minutos entre Hong Kong e Nova Iorque", afirmou a Christie's em comunicado.

A pintura foi interpretada como uma obra semi-autobiográfica de Basquiat, que enfatizou as desigualdades na sociedade e a falta de representação dos negros no mundo da arte.

Em 2012 a pintura foi vendida a um colecionador norte-americano na Sotheby's, em Londres por 5,5 milhões de euros, mas o seu preço disparou com a crescente demanda por pinturas de mestres ocidentais na Ásia.

“Warrior”, de Jean-Michel Basquiat, é um retrato imponente e autoritário, que demonstra amplamente porque o artista é visto como um dos pintores mais importantes” dos últimos cinquenta anos, segundo a casa de leilões, noticia a AFP.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.