Madonna foi uma das muitas celebridades que marcou presença na Marcha das Mulheres, nos Estados Unidos. Na manifestação, a cantora disse que pensou em "explodir a Casa Branca". "Sim, estou chateada. Sim, estou furiosa. Sim, pensei muito em fazer explodir a Casa Branca, mas sei que isso não ia mudar nada", disse a rainha da pop.

Estas declarações não foram bem recebidas pelos apoiantes de Donald Trump, nem pela rádio HITS 105, do Texas, que decidiu censurar todos os temas de Madonna por "tempo indefinido". "Banir todas as músicas de Madonna da HITS 105 não é uma questão política, mas um ato de patriotismo. Iríamos sentir-nos mal se tocássemos as suas canções, e lhe pagássemos direitos de autor, depois de ela expressar sentimentos anti-americanos", frisou a direção da estação.

"Se todas as estações seguissem o nosso exemplo, isso iria enviar-lhe uma forte mensagem económica", defendeu Terry Thomas, responsável pela Texas HITS 105.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.