Salvador Sobral atuará no dia 24 de julho e Mariza no dia seguinte. A fadista interpretará um programa dedicado a Amália, cujo centenário do nascimento se cumpre a 23 de julho.

Ao longo de quatro dias, o Festival de Jazz de San Sebastián somará 23 concertos de músicos como a cantora Silvia Pérez Cruz, o clarinetista Michel Portal, os pianistas Chano Domínguez, Joachim Khün, Françoise Couturier e Iñaki Salvador, o flautista Jorge Pardo, o contrabaixista Javier Colina, a violoncelista Anja Lechner e o grupo nórdico Rymdem.

A abertura do festival conta com o projeto "Jazz at Massey Hall", do saxofonista Perico Sambeat, que retoma o célebre concerto de 1953, que reuniu os expoentes do bebop: o saxofonista Charlie Parker, o trompetista Dizzie Gillespie, o contrabaixista Charlie Mingus, o pianista Bub Powell e o baterista Max Roach. Na altura, Mingus gravou o concerto e editou-o em disco, no 'selo' Debut, assumindo porém o nome Charlie Chan, por questões contratuais.

O Festival de Jazz de San Sebastián é o único que se mantém no País Basco, este verão, perante a pandemia da COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.