“A Páscoa em Viseu será um ovo grande e cheio, cujo recheio não desilude e não frustra o papel de embrulho que temos para apresentar, portanto, o nosso bonito papel de embrulho é uma promessa que é concretizada e respeitada no seu conteúdo”, brincou o vereador Jorge Sobrado.

Na véspera do domingo de Páscoa, Salvador Sobral sobe ao palco na praça da República, vulgo Rossio, “numa estreia absoluta em Viseu, para um concerto ao ar livre, gratuito e para toda a família”, anunciou Jorge Sobrado.

Na noite de domingo, a Sé de Viseu acolhe um concerto com a Orquestra Filarmonia das Beiras e o Coro Voz Nua, com a direção do maestro António Vassalo Lourenço.

Porque se trata da época pascal, as celebrações religiosas são o centro da programação que não se limitam à Igreja Católica e contemplam também a Assembleia de Deus de Viseu, a Igreja Adventista do Sétimo Dia, a Igreja Evangélica Baptista de Viseu e as Testemunhas de Jeová.

“Este cabaz tem várias dimensões, onde destacaria três: a dimensão cultural, a da fé e a da gastronomia. Viseu será um destino para todos os gostos e também para todos os credos, numa perspetiva de abertura, de inclusão para que, quem se desloca, possa viver a sua fé e o seu momento religioso”, justificou.

No fim de semana de 13 e 14 de abril realiza-se a primeira mostra de doçaria da região com a presença de 15 expositores que terão “os grandes produtos emblemáticos de Viseu e do distrito e também a nova tendência, os novos produtos e gostos e a chocolataria artesanal”.

Jorge Sobrado acrescentou que nesta mostra do “Viseu Doce” estarão também “produtores de espumantes, de rosados, brancos e tintos do Dão”.

“A doçaria estava demasiado escondida, estava demasiado debaixo da mesa e não no centro da meça e o 'Viseu Doce’ é exatamente a resposta a esse desafio lançado há uns meses pela associação comercial de Viseu à autarquia viseense”, justificou o vereador.

Também é nesta quadra que se realizará o primeiro mercado do livro de Viseu, entre 12 e 20 de abril, no Mercado 2 de Maio, com a presença de 145 editoras, mais de 225 títulos e mais de 7.500 exemplares com “oportunidade e descontos entre os 20% e os 85%”.

A biblioteca e os museus municipais terão atividades “para toda a família” com iniciativas que podem acolher não “só crianças, mas também o avô que as acompanham”, disse Jorge Sobrado, que explicou que esta programação “foi pensada para ser feita em família, mas também para os mais novos terem atividades no período de paragem letiva”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.