O segundo e último dia do evento, esta quarta-feira, foi aberto pelos The Dead Daisies. Uma banda de origem australiana, formada por diversas lendas do rock, integrantes ou ex-integrantes de outros grupos mundialmente conhecidos. É o caso de Marco Mendoza e John Corabi, músicos dos Thin Lizzy e Mötley Crüe, respetivamente. Com os níveis de energia no máximo, acabaram por conquistar a maior parte do público.

Mas na verdade, foram os Scorpions que, mais uma vez, provaram que continuam para as curvas e que a idade não é um impedimento, não fosse o recinto estar praticamente esgotado.

“Going Out With a Bang” e “Make It Real”, esta última com a bandeira de Portugal como pano de fundo, foram as primeiras canções a serem tocadas.

Porém, foi apenas com a terceira aposta que se ouviu o primeiro grande coro da noite, em “The Zoo”, seguida de imediato por “Coast to Coast”, onde baquetas voavam pelo ar em direção às mãos dos fãs que se atropelavam para as agarrar e levar para casa um bocadinho da sua banda favorita.

Depois de toda a euforia inicial e de um grande solo de Matthias Jabs, o ritmo abrandou para a parte acústica do concerto. Klaus Meine, o vocalista, avisou que se iriam ouvir os clássicos e que os fãs podiam cantar com a banda alemã. Tal aconteceu, sem qualquer dúvida, com “Send Me an Angel” e “Wind of Change”, onde, para além das vozes afinadas, também telemóveis e tablets surgiram no ar para acompanhar todos os minutos de cada tema, tentando registar o melhor momento do espetáculo.

O baterista, Mikkey Dee, também foi um dos protagonistas da noite. O ex-baterista dos Motörhead fez um solo de bateria para homenagear o seu antigo colega, Lemmy Kilmister, que morreu em 2015, provocando um autêntico misto de emoções.

Antes do primeiro adeus, ainda houve tempo para tocar “Blackout” e “Big City Nights”, dois grandes sucessos que nem o público, nem nós, iríamos deixar escapar.

Também os fãs não desistiram de de gritar para que a banda voltasse e finalizasse o concerto com duas das canções mais aguardadas da noite: “Still Loving You” e “Rock You Like a Hurricane”.

Cantando numa só voz, os fãs despediram-se, mais uma vez, do grupo que, mesmo com o passar dos anos, não é capaz de desiludir. Lenda do rock? Ninguém terá grandes dúvidas...

Texto: Ana Castro/ Fotos: Carina Sousa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.