Encenada por Jean Paul Bucchieri, a peça tinha estreia prevista para a sala Garrett, no final de março.

Em "O Dicionário da Fé", Jean Paul Bucchieri parte do texto original de Gonçalo M. Tavares e olha para a fé como um modo de contornar o real, porque ter fé é confiar no que não é a evidência dos casos, defende.

"A fé é sempre um salto sobre a realidade e a racionalidade. Resta então saber se o mundo que conhecemos, ou julgamos como autêntico, não é ele também um ato de fé", lê-se na folha de sala.

A peça tem interpretações de Ana Cris, Beatriz Brás, Catarina Couto Sousa, Cláudio da Silva, Donatello Brida, João Vicente e Pedro Lacerda, e fica disponível na Sala Online até 18 de abril, véspera da reabertura de portas dos teatros, de acordo com o "plano de desconfinamento", previsto.

Em cena na Sala Online do D. Maria II estão também "Jaguar", um espetáculo de Marlene Monteiro Freitas, em colaboração com Andreas Merk, que fica disponível na sexta-feira, e "Teatro", que pode ser visto até 9 de abril.

Da programação do D. Maria II "em casa", fazem ainda parte a Salinha Online, uma iniciativa do Nacional para o público mais novo, com o Grupo Ageas Portugal.

No projeto "Corrente de Transmissão", que todas as semanas junta à conversa duas pessoas de diferentes gerações, ligadas à história do D. Maria II, no próximo domingo estarão à conversa João Grosso e Marco Mendonça, para partilharem as suas memórias.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.