Ainda sem data específica anunciada, a EGEAC revelou que o Teatro do Bairro Alto reabrirá portas no final do ano, depois do verão, com nova direção, de Francisco Frazão, linhas programáticas e identidade renovada, assinada pelo coletivo de designers United By.

Enquanto não reabre, o TBA fará, entre 14 de junho e 7 de julho, uma programação fora de portas, em vários espaços da cidade de Lisboa e próximos do espaço cultural.

O primeiro dos espectáculos acontecerá a 14 e 15 de junho na Sala das Janelas do Teatro da Politécnica. É a instalação sonora "Gardens Speak", da artista libanesa Tania El Khoury, "que trabalha a interatividade com o público e o potencial ético e político desses encontros".

O último, de 2 a 7 de julho, será com Patrícia Portela a estrear "Parasomnia", uma instalação-performance espalhada por diversas salas da reitoria da Universidade Aberta, na Rua da Escola Politécnica, relacionada com os processos químicos e físicos associados ao sono.

"O TBA será um espaço dedicado à criação e apresentação de projetos artísticos experimentais, bem como à reflexão sobre os seus modos, tempos e espaços", lê-se na nota de intenções.

Francisco Frazão foi escolhido há um ano para dirigir o TBA renovado e, na altura, disse à agência Lusa que pretendia apostar na especialização no campo experimental de artistas emergentes e internacionais.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.