Tornaram-se Union J na nona temporada do X-Factor britânico. Lançaram o primeiro disco, homónimo, em outubro do ano passado mas acreditam que "parar é morrer" - por isso, já têm o estúdio a postos para começarem as gravações do segundo trabalho. George, Jaimy, JJ e Josh já se estrearam em Portugal: na sua primeira atuação fora do Reino Unido ficaram encarregues de abrir o concerto da norte americana Selena Gomez. A alguns dias de pisar o palco da MEO Arena, na primeira edição do OMG! Springbreak, os londrinos estiveram à conversa com o SAPO On The Hop: revelaram-se ansiosos por voltar e relembraram a passagem por terras de Camões.

Conseguem determinar o momento em que decidiram que queriam seguir uma carreira na música?
Josh: Eu devia ter cerca de dezasseis anos. Acordei, num dia perfeitamente normal, e decidi que queria seguir o sonho até ao fim.


É difícil fazer parte de uma boyband?
Josh: É um sonho recorrente. Dá-nos a oportunidade de viver novas experiências, conhecer lugares e pessoas. Na minha opinião, somos afortunados por estarmos numa boy band. É muito mais difícil teres uma carreira solo: estás sozinho. Somos sortudos porque fazemos parte de um grupo. Além de ser muito mais divertido, passamos por toda a rotina de descoberta e experimentação ao lado dos nossos melhores amigos.


Lançaram o vosso álbum homónimo em outubro do ano passado. Como tem sido recebido?
Josh: Estamos muito felizes com o disco e há muitas coisas emocionantes a acontecer por trás dos Union J. O álbum teve uma reação muito boa mas acreditamos que o segundo vai ser muito diferente e, acima de tudo, muito melhor do que o primeiro. Claro que estamos radiantes e surpresos com o número de cópias vendidas no Reino Unido.

Então, já estão a começar a trabalhar no novo disco?
Josh: Sim, estamos bastante nervosos. Dentro de algumas semanas, regressamos aos estúdios. É muito excitante podermos fazer experiências. Para já temos tentado encontrar um som que seja só nosso: que nos caracterize como Union J.

Da última vez, afirmaram que ainda não tinham maturidade para compor. Vamos poder contar com alguma canção escrita por vocês neste novo trabalho?
JJ: Tivemos muitas experiências, ao longo do último ano, e estamos entusiasmados por descobrir como as podemos transformar num disco. Queremos que o segundo álbum seja mais pessoal. Para ser sincero, ultimamente, andamos os quatro de um lado para o outro com os nossos iPads a tentar compor algo nosso.

O que podemos esperar dos Union J?
Josh: O inesperado! Planeamos lançar o primeiro single do novo trabalho entre maio e junho deste ano. Depois disso, queremos lançar o disco e voltar a Portugal – a solo - e a mais alguns países... Talvez, começar uma digressão. Temos muitas ambições e queremos estar à altura de todas as oportunidades que surjam. Acima de tudo, esperamos que os Union J continuem a crescer como um filho no ventre da mãe.


No ano passado, abriram o concerto da Selena Gomez no Campo Pequeno. O que se lembram da passagem por Portugal?
JJ: Um clima fantástico, pessoas fantásticas, uma gastronomia fantástica e um concerto fantástico. Foi tudo fantástico.
Josh: E barulhento! Vocês eram loucos e faziam imenso barulho. Foi muito divertido e guardamos boas memórias dessa experiência. Estamos ansiosos por voltar, mal podemos esperar. Queremos mesmo muito regressar a Portugal.
JJ: Disseram-nos que a Meo Arena era espantosa e queremos muito conhecer o espaço. Acho que qualquer palco, desde que pudéssemos voltar, seria fantástico. Mas voltar e atuar numa sala de espetáculos ainda maior? É uma oportunidade incrível.
Josh: Também queremos muito conhecer os Emblem 3. Eles vieram do X-Factor, tal como nós, mas da versão norte-americana. Talvez nos possamos juntar e trocar apontamentos.

Que artistas têm seguido?
Josh: O Ed [Sheeran]. O novo álbum dele vai sair em junho e temos acompanhado de perto a sua carreira. Ele tocou-nos algumas das novas canções e são inacreditáveis. Estamos muito entusiasmados com o novo material dele.

Querem deixar alguma mensagem aos fãs?
Josh: Espero que enlouqueçam no concerto e queremos ver-vos a todos a chorar de felicidade. Nós amamo-vos. Obrigado por tudo. Vocês são todos fantásticos e mal podemos esperar por voltar a ver-vos e a visitar o vosso país.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.