O festival, que vai acontecer entre 29 e 31 de julho do próximo ano, na Quinta da Ega, em Vagos, confirmou hoje, em comunicado, as primeiras bandas do cartaz, que incluirá também Trollfest, Unleash the Archers, Asphyx, Kataklysm, Nekrogoblikon e Harakiri For The Sky, além dos portugueses Ominous Circle, Pitch Black, Uburen e Sotz’.

O anúncio de hoje antecipa o regresso dos noruegueses Dimmu Borgir a Portugal, uma das mais populares bandas de black metal sinfónico do mundo e “um dos nomes mais solicitados pelo público do Vagos Metal Fest nas redes sociais”, que tem como mais recente disco “Eonian”, editado pela Nuclear Blast, em 2018.

Os Dimmu Borgir substituem no cartaz os polacos Behemoth, que “alteraram os seus planos de digressão e não puderam reconfirmar o seu regresso a Vagos”.

A organização do Vagos reconfirma também a estreia em Portugal dos noruegueses Emperor, banda de culto de black metal, que tem na voz o também compositor e multi-instrumentalista Ihsahn, autor de vários discos a solo elogiados pela crítica especializada.

Já os norte-americanos Testament fazem parte do conjunto alargado das principais bandas de thrash metal e têm como mais recente disco "Titans of Creation", editado pela Nuclear Blast este ano.

“Ficam ainda muitas surpresas por anunciar, para este regresso tão aguardado pelos fãs de metal e pelos locais”, acrescenta a organização.

Os bilhetes diários e os passes já estão à venda. Quem comprou bilhete para este ano e não puder estar presente em 2021 deverá solicitar um ‘voucher’ para outros eventos da promotora Amazing Events, sendo os reembolsos apenas possíveis em 2022, de acordo com as normas estabelecidas pelo Governo.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.