"365 Dias" é o mais recente fenómeno na Netflix. O filme polaco estreou no dia 7 de junho no serviço de streaming e está há vários dias consecutivos no ranking dos conteúdos mais vistos na plataforma em Portugal. A obra inspirada no livro de Blanka Lipinska tem sido comparada pelos espectadores a "As Cinquenta Sombras de Grey".

Numa entrevista em direto no Instagram, o protagonista Michele Morrone falou sobre as gravações das cenas de sexo do filme, confessando que já recebeu várias mensagens de espectadores que lhe perguntavam ser "era real".

"Parece real porque nós somos bons atores. [risos] Nós sabemos como fingir. Não era real. Sei que muitas pessoas me escrevem a dizer: 'Oh, meu Deus, era real'... mas ao mesmo tempo, não era real. É impossível", frisou o ator.

À revista Variety, Bartek Cierlica, diretor de fotografia, explicou como foram gravadas as "cenas mais picantes". "Cada cena de sexo neste filme é diferente. A relação evolui. Começa com medo do desconhecido e tentação. Evolui para sexo puro com sadomasoquismo e termina com amor", frisou.

"Para os deixar interpretar, os takes foram muito, mas muito longos. Criámos o ambiente mais intimista possível para os atores e reduzimos a equipa de produção para o mínimo possível. Eu estava a acompanhar as ações deles, a tentar mostrar a sua paixão de uma forma natural e bonita. Queríamos que este sexo fosse bastante autêntico. Queríamos que o espectador ouvisse os seus sussurros, as respirações profundas e queríamos mostrar o suor, a paixão, que fosse natural, autêntico, mas que não ultrapassasse a fronteira da pornografia", explicou.

À revista, Bartek Cierlica frisou ainda que a produção não "queria criar pornografia", mas sim "fazer justiça ao livro", que "está repleto de descrições íntimas e apaixonadas de sexo". "Sabia que, enquanto diretor de fotografia, estava a caminhar sobre uma linha ténue. Aqui o desafio foi fazer com que fosse sedutor e erótico dentro das fronteiras do bom gosto e da minha estética", sublinhou.

Apesar de seguirem narrativas diferentes, "As Cinquenta Sombras de Grey" e "365 Dias" são dramas eróticos que exploram o lado mais picante de uma relação. Nas redes sociais, o filme polaco tem despertado curiosidade e as comparações multiplicam-se.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.