Filho de uma família de operários e descendente de italianos, Cláudio Marzo abandonou os estudos aos 17 anos para trabalhar como figurante na TV Paulista e, aos 25 anos, foi convidado para trabalhar na TV Globo.

Integrou o primeiro grupo de atores contratados pela Globo, inaugurada em abril de 1965, responsável pela maioria das novelas brasileiras transmitidas em Portugal, como "Pantanal" e "Kananga do Japão".

“Sempre tive vontade de ser ator, achava uma coisa fantástica. Os atores emocionavam-me. Achava interessante transmitir emoções e consciência de mundo para as pessoas. Na época, eu acreditava, ingenuamente até, que o teatro pudesse modificar o mundo”, disse o autor numa entrevista antiga, citada hoje pelo jornal Globo.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.