No arranque da emissão desta segunda-feira, dia 13 de abril, do "Jornal das 8", da TVI, foi emitida uma reportagem sobre o número de infectados pela COVID-19 no norte de Portugal. "Concentra quase 60% da totalidade dos casos e 57% das mortes por COVID-19 no país. A região norte está a ser de longe a mais castigada", frisa a jornalista no início da reportagem - veja aqui o vídeo (aos 4 minutos e 50).

"População menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares" foram alguns dos motivos apontados para a concentração de casos do novo coronavírus. Nas redes sociais, o oráculo de texto que referia os dados rapidamente chegou às redes sociais e gerou polémica.

TVI: reportagem sobre o norte no "Jornal das 8" cria polémica nas redes sociais
TVI: reportagem sobre o norte no "Jornal das 8" cria polémica nas redes sociais
Ver artigo

Esta terça-feira, dia 14 de abril, Sérgio Figueiredo pediu desculpa à região norte. No texto publicado nas redes sociais, o diretor de informação da TVI e TVI24 explicou que o "assunto foi internamente discutido, logo na reunião da manhã de preparação do jornal". "Isto não justifica, porém, a construção de uma frase infeliz no ecrã, nem a parte do texto que a suportava. Nomeadamente aquela que, entre as razões demográficas e sociológicas indagadas, sugeria níveis de educação abaixo da media nacional. Essa frase foi por muitos interpretada como uma ofensa às gentes do Norte – o que não era evidentemente o nosso propósito", sublinha.

"Com a mesma humildade que a todos pedimos desculpas por um erro que somos os primeiros a lamentar, temos a convição que a TVI não deve a ninguém, em esforço, em tempo de antena, em grandes eventos desportivos e culturais que promovemos ou patrocinamos, a relevância que o Norte merece e justifica na mancha de cobertura informativa que diariamente, semana após semana, anos a fio, aqui lhe temos dedicado e que continuaremos a fazê-lo", acrescenta.

"Da mesma forma que um erro grosseiro – que não foi previamente detetado nestas difíceis condições em que a pandemia também coloca ao trabalho dos jornalistas e de uma televisão – não caracteriza todo um Jornal e, menos ainda, uma estação televisiva que todos os dias acorda guiada pela sua mais nobre missão que é servir os portugueses. Sem exceções e sem discriminações de natureza alguma", remata Sérgio Figueiredo.

Leia o comunicado:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.