Ellen DeGeneres iniciou esta segunda-feira, dia 21 de setembro, a 18.ª temporada do seu talk show com um pedido de desculpas, respondendo às acusações de que permitiria um ambiente tóxico entre a equipa que supervisiona.

Esta foi a primeira vez que a apresentadora falou publicamente sobre as denúncias expostas num relatório divulgado pelo BuzzFeed News, em que foi revelada uma cultura do medo entre os funcionários do programa, incluindo denúncias sobre conduta sexual imprópria, racismo e intimidação pelos responsáveis do talk show.

Após a divulgação do artigo, circularam vários rumores e piadas nas redes sociais apresentando Ellen DeGeneres como uma estrela com quem era difícil trabalhar e descrevendo-a como tendo uma personalidade oposta à que mostra em frente às câmaras.

"Fiquei a saber que aconteceram coisas aqui que nunca deveriam ter acontecido. Levo isto muito a sério e quero dizer que sinto muito pelas pessoas que se sentiram afetadas. Sei que estou numa posição de privilégio e de poder e que isso acarreta responsabilidades. Responsabilizo-me por aquilo que acontece no meu programa", disse a apresentadora no monólogo de abertura do talk show, exibido online antes da transmissão do programa.

A apresentadora assinalou que o programa inicia "um novo capítulo, após as mudanças necessárias" realizadas depois de uma investigação interna feita pela empresa matriz, Warner Media. No mês passado, foram demitidos três produtores, incluindo o produtor executivo, Ed Glavin.

"Desempenhei o papel de mulher heterossexual em filmes, portanto sou muito boa atriz, mas não penso que seja tão boa ao ponto de vir para aqui todos os dias enganar-vos durante 17 anos", frisou Ellen DeGeneres.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.