A Netflix avançou que registou um lucro líquido de 665 milhões de dólares no trimestre que terminou em setembro, um crescimento face aos 403 milhões de dólares registados no mesmo período do ano passado, que superou a maioria das previsões dos analistas.

Os números anunciados pela Netflix apenas se aproximaram das expectativas do mercado. A companhia com sede na California teve ganhos de 5,25 mil milhões de dólares e conquistou 6,8 milhões de assinantes, chegando a um total de 158,3 milhões no mundo todo.

As ações da Netflix subiram mais de 9% nas operações posteriores ao encerramento do mercado.

A empresa mostra-se confiante no meio dos novos concorrentes no mercado, como as plataformas Disney+ e Apple TV+, que se estreiam em novembro. A pioneira evoca "ventos contrários modestos no curto prazo", mas não vê obstáculos no seu crescimento a longo prazo.

O analista da eMarketer, Eric Haggstrom, acredita que a Netflix poderá enfrentar alguns problemas nos próximos meses. "O quarto trimestre será um jogo completamente novo para a Netflix, já que a Disney+ e a Apple TV+ vão dar luta... não apenas por assinantes, como também por programas de sucesso", disse Haggstrom.

O facto de "ter registado um crescimento decepcionante sem a nova concorrência presente é um sinal negativo para a Netflix em 2020 e mais para frente".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.