A Netflix quer fazer uma série épica sobre Conan, o Bárbaro.

O projeto sobre o "guerreiro, soldado e mercenário, que já dormiu com mais mulheres que qualquer pessoa", está em "desenvolvimento" ativo, mas numa fase inicial.

O estúdio chegou a um acordo com a Conan Properties International que lhe dá a opção exclusiva de ficar com os direitos das obras literárias de Robert E. Howard para criar filmes e séries, tanto em imagem real como animação.

A personagem nasceu em contos publicados pela primeira vez em 1932.

No cinema, ficou famosa com Arnold Schwarzenegger numa fita chamada "Conan os Bárbaros", assinado por John Milius em 1982, que teve uma sequela dois anos mais tarde, "Conan, o Destruidor".

Em 2011, houve um "reboot" das aventuras com Jason Momoa que não agradou nem ao público nem à crítica, o que levou a Universal Pictures a tentar ressuscitar um projeto há muito acalentado de fazer um novo filme com Schwarzenegger, com o herói mais velho e como rei.

Apesar do entusiasmo da própria estrela, o projeto previsto para chegar aos cinemas no verão de 2014 nunca se materializou.

Na década de 1990, houve também duas séries de animação, "Conan the Adventurer" e o "spinoff" "Conan and the Young Warriors", além de uma série de curta duração em imagem real, "Conan the Adventurer", com Ralf Möller.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.