A Netflix prepara-se para estrear uma nova série de animação brasileira sobre o mundo das drag queens. "Super Drags" estreia este ano no serviço de streaming e vai acompanhar três jovens que, à noite, se transformam para "salvar o mundo da maldade e do preconceito".

Depois de divulgado o primeiro teaser, a produção começou a gerar polémica no Brasil, levando a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) a emitir um comunicado com vários avisos. Na nota, a entidade "alerta para os riscos de utilizar uma linguagem iminentemente infantil para discutir tópicos do mundo dos adultos".

Veja o trailer:

"A Sociedade Brasileira de Pediatria, em nome de cerca de 40 mil especialistas em saúde física, mental e emocional de cerca de 60 de milhões de crianças e adolescentes, vê com preocupação o anúncio de estreia, no segundo semestre de 2018, de um desenho animado, a ser exibido em plataforma de streaming, cuja trama se centra em jovens que se transformam em drag queens super-heroínas", frisa a SBP em comunicado.

Esta quarta-feira, dia 29 de agosto, a Netflix respondeu às críticas, frisando que a série não irá ser disponibilizada na área dedicada a produções infantis. "Nem todas as animações são para crianças, nem todas as drag são 'pistola' como a Vedete. Mas ela tem um recado", escreveu o serviço de streaming no Twitter.

"Estão a dizer por aí que 'Super Drag' é para crianças. O quê? Acham que estou com cara de 'Galinha Pintadinha'? (...) Vai haver desenhos de 'viado' na Netflix, sim", frisa a personagem no vídeo partilhado nas redes sociais.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.