"The Innocence Files" estreou esta quarta-feira, dia 15 de abril, na Netflix e promete dar que falar nas próximas semanas. Segundo o serviço de streaming, o documentário "lança alguma luz sobre as histórias pessoais não contadas por detrás de oito casos de condenação injusta".

As histórias foram reveladas pela organização sem fins lucrativos Innocence Project e por outras incluídas na Innocence Network que trabalharam incansavelmente para reverter.

A série de nove episódios é composta por três partes: "Prova", "Testemunha" e "Acusação". "Estas histórias expõem a dura verdade sobre o estado e as profundas falhas do sistema de justiça criminal dos EUA, enquanto mostra que quando uma pessoa inocente é condenada, não se trata apenas de uma vida que é destruída para sempre: famílias, vítimas dos crimes e a confiança no sistema também sofrem com o processo", avança a Netflix.

"The Innocence Files" tem produção executiva e realização de Liz Garbus, nomeada para dois Óscares, Alex Gibney e Roger Ross Williams, vencedores de um Óscar. Alguns episódios foram ainda realizados por Jed Rothstein, nomeado para um Óscar, Andy Grieve, vencedor de um Emmy, e Sarah Dowland.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.