- O
primeiro filme é livremente baseado num livro ilustrado de William Steig de 1990,
«Shrek!», pelo menos no conceito do ogre que, quando parte à descoberta do mundo, encontra a companheira dos seus sonhos. De resto, a adaptação cinematográfica inventa quase tudo: o tom de paródia, a participação de personagens de contos de fadas célebres, o facto de Fiona surgir como humana, e até a personalidade tagarela do Burro.

- O termo Shrek deriva do termo alemão e judaico
«Shreck», que indica medo e terror.

- Um dos realizadores do filme,
Andrew Adamson, dirigiu a seguir os dois primeiros filmes da série
«As Crónicas de Narnia» e é um fã dos livros de
José Saramago.

- Shrek foi o filme que colocou em definitivo a
DreamWorks no mapa e a tornou uma concorrente à altura da
Pixar e da
Disney nas bilheteiras. Antes, filmes como
«Antz» e
«O Príncipe do Egipto» já tinham impressionado mas foi
«Shrek» o primeiro a ser um super-sucesso de bilheteira, dando origem a três sequelas directas para cinema.

- Quando a
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood decidiu criar um Óscar para premiar a Melhor Longa-Metragem de cada ano, o primeiro a vencê-lo foi
«Shrek».

- O primeiro actor contratado para fazer a voz de Shrek foi
Chris Farley, que já tinha gravado mais de metade dos diálogos da personagem mas morreu de «overdose» de drogas a meio do projecto.

- Quando
Mike Myers entrou em substituição de Farley para dar voz ao ogre verde, ficou tão insatisfeito com o resultado da prestação que convenceu os produtores a deixá-lo regravar tudo outra vez, mas com sotaque escocês. É essa a versão final imortalizada no filme e que prosseguiu nas sequelas.

- Os realizadores da série também têm feito algum trabalho vocal na mesma. Por exemplo,
Conrad Vernon, co-realizador de
«Shrek 2» e de
«Monstros vs Aliens» deu voz ao
Homem de Gengibre, e
Chris Miller, que assinou
«Shrek o Terceiro» faz no quarto filme a voz do
Espelho Mágico e de
Gepetto.

- Além dos três filmes que se seguiram a Shrek (
«Shrek II», «Shrek o
Terceiro» e
«Shrek para Sempre!»), o ogre verde apareceu em mais dois filmes:
«Shrek 4-D», um filme a três dimensões criado para ser exibido apenas nos parques temáticos da Universal, com efeitos na sala como cadeiras a tremer; e
«A Todos um Shrek Natal», um especial televisivo de meia hora editado por cá em DVD dedicado à quadra natalícia.

- Em Dezembro de 2008, estreou na
Broadway um espectáculo musical baseado no livro original e no filme «Shrek», que permaneceu em cartaz até Janeiro deste ano e deverá ressurgir nos palcos do
West End londrino em 2011.

- Em termos de bilheteira, a cada filme sucessivo que estreia,
«Shrek» vai batendo recordes. Actualmente, em valores brutos e sem levar em conta a inflação,
«Shrek 2» é o filme animado que mais facturou nas bilheteiras dos EUA na história do cinema (441 milhões de dólares) e
«Shrek o Terceiro» o que mais facturou no primeiro fim-de-semana (121 milhões de dólares).

- Tudo indica que a série de Shrek termina com
«Shrek para Sempre!», mas em 2011 chegará aos cinemas a primeira aventura com o Gato das Botas como protagonista.

Veja mais conteúdos sobre «Shrek»:

Será mesmo este o último filme?

Quatro filmes depois, as personagens são outras

Veja o trailer do filme

A antestreia em Portugal

«e-Cinema»: As estreias da semana

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.