Em 2012, a escritora americana Gillian Flynn causou sensação com o seu terceiro livro, "Gone Girl".

O livro tornou-se um best-seller mundial e logo dois anos mais tarde chegava a adaptação cinematográfica, "Em Parte Incerta" em Portugal, com o realizador David Fincher a revelar com requintes de perversidade os segredos bem negros que se escondiam por detrás da fachada feliz do "casamento moderno" de Nick e Amy Dunne (Ben Affleck e Rosamund Pike).

Durante estes meses de pandemia na sua casa em Chicago, a escritora revelou à revista People que não conseguiu evitar imaginar como o casal teria reagido a um confinamento e convívio forçados 24 horas por dia.

"Parece-me uma situação de assassinato seguido de suicídio à espera de acontecer", previu.

"Sinto que a Amy teria usado isto como uma espécie de oportunidade para o auto aperfeiçoamento de todos, mas principalmente do Nick. E o Nick tentaria tentado fugir para comer Velveeta [um queijo processado] e ver pornografia", concluiu.

RECORDE O TRAILER DE "EM PARTE INCERTA".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.